Filosofia do foda-se

Dizem os mais velhos que eu ainda tenho muito o que aprender. E tenho mesmo. E eu ainda quero ver muito, para evitar ficar como a maioria deles amarrados no tempo e numa única opinião.
Quanto menos nova eu vou ficando mais aprendo a fazer uso da filosofia do foda-se. Assumi que eu quero uma vida mais leve em todos os sentidos. Não quero me estressar no trânsito, não quero achar normal trabalhar 12 horas e passar mais quatro horas no meu deslocamento. Não quero achar normal tirar 30 dias de férias durante o ano e trabalhar os outros 335 (excluindo-se os finais de semana e feriados), quero passar longe de achar normal toda a soma de coisas erradas que acontecem por esse mundo afora que não tem nada de normal. Não quero me apresentar com meu nome e profissão para valer alguma coisa nesse mundo de hoje. Quero menos coisas materiais. Não quero celulares, roupas, sapatos, carros caros. Não quero nada daquilo que eu não possa carregar numa só mala.
O que eu quero?? Ah, eu quero liberdade. Liberdade até de mim e dos meus pensamentos mais loucos que muitas vezes não me deixam em paz. Eu quero conhecer as pessoas dizer o meu nome e me importar com o que elas fazem. Não quero mais disputar para quem trabalha, ganha ou faz mais coisas. Eu quero ser leve. Eu quero ser solta. Quero me desprender de todas aquelas verdades que aprendi e não eram minhas.
Quero mudar quando bem entender. Mudar de cabelo, mudar a cor da unha, mudar de namorado, mudar de destino, mudar de rumo. Não quero suspirar e sentir o coração pesado. Eu quero conseguir aceitar exatamente o que cada um quer. Eu quero me aceitar como eu quero. Quero me livrar das mágoas do passado. Das amizades desfeitas, dos amores mal resolvidos.
Eu vejo tantos amigos presos na gaiola e só quero dizer para eles: amigos voem, vocês ficam tão mais bonitos com os cabelos aos ventos.
E por isso, eu adotei a filosofia do mandar se foder. Tudo aquilo que me tira do sério, que me tira do prumo, que eu acho que eu não preciso ou que não merece, eu mando se foder. Encho mesmo a boca para soltar o palavrão e desanuviar, respirar profundo e virar a página.
Mandar se foder é uma filosofia de vida. Você vai ter que aprender a ser incompreendida, a talvez não agradar a todos ou ser muitas vezes criticadas ( pelas costas, é claro), mas mesmo assim, mande se foder.
Coloque a sua felicidade e sua paz interior acima de qualquer coisa que possa te fazer mal. Somente estando feliz e bem resolvida é que você vai poder oferecer aos outros o melhor de si.

Anúncios

3 comentários sobre “Filosofia do foda-se

  1. IMPORTANTE ESSA FILOSOFIA, SE LIBERTARÁ DAS AMARAS QUE LHE IMPEDEM DE VOAR.
    MAS A MAIOR PRISÃO, O MAIOR SOFRIMENTO ESTÁ EM NOSSA MENTE.
    PODEMOS SER LIVRES E FELIZES FAZENDO TRABALHOS ÁRDUOS 18 HORAS POR DIA, ASSIM COMO PODEMOS NOS SENTIR PRESOS, TRABALHANDO 2 HORAS POR DIA EM UMA TAREFA SIMPLES E FÁCIL, TUDO ESTÁ NA MENTE, E NÃO SOMENTE NAS ATITUDES.
    ABRAÇOS.
    FICO FELIZ QUANDO LEIO RELATOS INSTIGANTES E INTELIGENTES COMO ESSE.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s